olá! | hello!

Sou a Bertie, uma jornalista brasileira que sempre foi apaixonada por casamentos. Espero que as ideias apresentadas aqui te ajudem a imaginar um dia lindo e único, como você!

I'm Bertie, a Brazilian Journalist who has always been utterly in love with weddings. I hope that the ideas presented here help you to create a day as beautiful and unique as yourself!

arquivo | archive

posts sobre | posts on

babycakes

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Por um setor mais dinâmico

O Brasil ainda está bastante atrasado no que diz respeito à presença online de empresas e profissionais que atuam no setor de casamentos. Sites pouco atualizados, um número ínfimo de blogs ou ferramentas que permitam mostrar, de forma rápida e interativa, o trabalho que vem sendo realizado, além de uma subutilização crônica das redes de relacionamento são algumas das evidências. Já havia comentado sobre isso no blog da Pati Figueira, quando ela postou sobre o assunto, mas penso ser esta uma temática tão importante que me sinto impelida a adir os meus two cents aqui no blog.

Acredito que podemos fazer mais e melhor do que estamos fazendo atualmente. Penso muito nisso quando leio o blog The Smart Planner, da Liene Stevens. Além desse blog, por meio do qual ela partilha sua experiência como organizadora de eventos, entrevista profissionais do setor e dá dicas de como conduzir e expandir seu negócio (inclusive na esfera virtual), Liene é a cabeça da Blue Orchid Designs, que – you've guessed it! – organiza eventos. Dois blogs, um twitter (cheio de dicas ótimas também), um facebook (o orkut norte-americano) um site e três sedes em estados diferentes dos EUA. Muita coisa? Sim! E muita coisa bem feita, inteligente e interessante.

Não é impossível, não é caríssimo manter os canais virtuais ativos e funcionais, nem é, no caso do The Smart Planner, “entregar o ouro” à competição. Requer dedicação, é claro, mas Liene sabe que o que está fazendo é impulsionar sua indústria para frente, é motivar seus competidores e seus parceiros a se especializarem, a se renovarem, a darem mais de si para que tragam novas idéias ao mercado e ofereçam um trabalho em constante desenvolvimento. Liene também dá ótimas dicas de planejamento para noivas em seu Blue Orchid Blog e duvido que perca clientes por isso.

Hoje em dia, ambos os noivos trabalham e têm pouquíssimo tempo para pesquisar fornecedores, desdobrando-se em mil para planejar tudo com esmero e carinho. É essencial que os profissionais estejam dispostos a ajudá-los nesse processo, inclusive estando disponíveis em diferentes canais de comunicação:

  • Monte seu site com informações pertinentes, como seus trabalhos mais interessantes, sua política de trabalho, os agradecimentos recebidos pelo serviço realizado, seu currículo e, é claro, seus dados para contato (parece óbvio, mas já vi sites que não apresentam sequer o telefone ou o e-mail do fornecedor). Estar noiva ou noivo é uma condição que tem começo, meio e fim. Os casais têm geralmente um ano para aprenderem e apreenderem tudo que puderem sobre moda noiva/noivo, decoração, flores, gastronomia, entre uma infinidade de outras coisas, a fim de tomarem decisões de acordo com seu perfil. Nem sempre vão saber quem você é por já terem visto seu trabalho em algum lugar e nem sempre vão ter o poder de abstração de, por exemplo, olhar para uma matéria de revista - na qual existe uma temática, cor e/ou estilo predominantes – e ter a capacidade de determinar se aquele é ou não o tipo de decoração, de buquê, de vestido, de maquiagem que gostariam para seu dia. Um site é um espaço completamente dedicado a você e aos seus trabalhos mais marcantes e lhe dá a oportunidade de mostrar diferentes propostas, mesmo que apenas conceituais (se, por exemplo, você estiver apenas começando).
  • Monte seu blog e atualize-o, preferencialmente, com o seu trabalho. Acho super válido você mostrar quem te inspira, o que te motiva, mas eu quero ver aquilo que você faz, como você pensa o trabalho que realiza. Você deve estar em destaque, juntamente com o processo criativo por trás dos seus projetos. Vou adorar saber sobre as viagens que você fez, quadros que te emocionam, textos que te dizem algo, enfim, como você virou você, criador ou criadora de idéias maravilhosas para o meu casamento, mas vou adorar mesmo quando eu vir o que toda essa carga inspiradora fez você criar, produzir com suas próprias mãos. Se tudo que você me mostrar forem trabalhos criados por outra pessoa e/ou focar todo seu esforço em temáticas que não se relacionam com sua atividade fim, não vou ter confiança em você ou no seu trabalho.*
O que nos leva a uma outra questão: ética na utilização de conteúdos virtuais. Devo frisar que é ilegal não dar atribuição, ou seja, não dizer de onde você retirou o material que publica em seu blog. É quebra de direitos autorais e é passar um atestado de desonestidade. Eu não trabalho com casamentos, minha imagem como profissional não está inteiramente relacionada ao que eu publico no {casando idéias}, que é meu hobby. Mesmo assim, tenho a obrigação de publicar de onde retirei o conteúdo publicado se este não tiver sido produzido por mim (imagens, excertos etc.), de preferência com um link ativo que direcione o leitor para a fonte com apenas um clique. Por sua vez, o setor tem que ser responsável e dar o exemplo, a fim de que seja levado a sério e de que não tenha seu profissionalismo questionado. Numa questão ainda mais profunda: jamais roubaria o texto produzido por outra pessoa e publicaria como de minha autoria ou não daria o devido crédito a uma foto que, com toda a certeza do mundo, não foi tirada por mim. No entanto, já vi profissionais do setor, com uma reputação a zelar, fazendo isso em diversas partes do mundo.

Outra importante questão que gostaria de mencionar é compromisso. Se você se dispuser a começar um blog associado ao seu trabalho, à sua empresa, é importante que você dê continuidade a ele, porque a partir do momento em que você estabelece esse canal de contato com o seu cliente, cria-se uma expectativa e é importante que o conteúdo publicado seja contínuo e instigante. Portanto, é benéfico criar uma periodicidade para publicação de conteúdo: todos os dias, somente nos dias de semana, segundas-quartas-sextas etc. Você não precisa publicar quatro vezes ao dia para ter um blog de sucesso. A maioria dos blogs de fornecedores que leio publica apenas algumas vezes durante a semana, o que é suficiente para criar um público leitor fiel. A palavra-chave, claro, é qualidade.

Nossa! Nem eu acredito que escrevi tanto! Penso, no entanto, que estas são informações importantes que precisam de mais espaço. Espero ter contribuído positivamente para que você visualize melhor suas possibilidades na esfera virtual. Não me acho a última Coca-cola da geladeira, pensando que sei tudo sobre esse assunto. Ainda estou aprendendo também! Mas torço pelo crescimento e evolução do setor de casamentos no meu país e se eu puder prover mais informações ou responder às suas perguntas, terei o maior prazer do mundo em fazê-lo.

Gostaria de indicar dois blogs cheios de conteúdo para quem tem interesse sobre o assunto: o The Smart Planner e o Photo Lovecat.


* Tanto em seu site quanto em seu blog, procure sempre publicar imagens de seu trabalho tiradas por profissionais ou por alguém com vasto conhecimento de fotografia e pós-produção. Já vi casos em que o próprio profissional contratou um fotógrafo para que este o acompanhasse durante sua contribuição para o evento (certificando-se para que não interferisse no trabalho do fotógrafo contratado pelo casal). Se você não pode contratar um fotógrafo ultra-mega, um fotógrafo iniciante, à procura de exposição, é uma ótima opção. É bom para você, que terá imagens bem tiradas de seu trabalho mais rápido em suas mãos e bom para ele, que terá a projeção de ter fotos de sua autoria publicadas em seu site e blog.